Saiba o que é chargeback e como evitá-lo com estas dicas

6 minutos para ler

Por muito tempo, os consumidores tinham um pé atrás na hora de comprar um produto pela internet. Afinal, tudo era muito novo e, na maioria dos casos, a segurança não era, de fato, tão eficiente. Assim, aos poucos, algumas medidas foram adotadas pelos principais agentes que fazem parte desse segmento, e uma das mais importantes é, sem dúvidas, o chargeback.

A demanda por transações na internet se torna cada vez maior. De acordo com o relatório Webshoppers 40, o e-commerce brasileiro registrou um faturamento de R$ 26,4 bilhões apenas no primeiro semestre de 2019 e um volume de pedidos na casa dos 65 milhões durante o mesmo período. Dessa forma, é preciso garantir a maior segurança possível ao consumidor.

E entre as muitas ações tomadas com esse propósito, o chargeback é uma garantia ainda maior para quem realiza compras por meio de cartões de crédito, porém, deve ser analisado com muito cuidado por quem administra um negócio digital. Que tal, então, tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto? Continue a leitura deste artigo e saiba como evitá-lo sem perder segurança!

O que é chargeback e por que é importante?

Para isso, é preciso entender, na prática, o que é o chargeback, certo? Em resumo, é a ação de cancelamento de uma compra feita na internet por cartão de crédito ou débito. A contestação de uma transação pode acontecer por diversos fatores: seja desacordo comercial — quando a compra não era de acordo com o que o cliente esperava — ou até não reconhecimento da compra.

Imagine abrir a fatura do seu cartão e se deparar com um valor errado ou mesmo uma transação que você não lembra ter feito? O chargeback é justamente para resolver essa situação, permitindo que o consumidor tenha o direito ao estorno do valor cobrado inicialmente. Dessa forma, qualquer transação online se torna mais segura, evitando um número maior de fraudes.

As fraudes, porém, também são uma das motivações para o chargeback. A fraude amigável, por exemplo, acontece quando algum conhecido pega o cartão do titular e realiza uma compra sem informá-lo. Também existe o modelo automático, quando a solicitação de chargeback é feita propositalmente, com a intenção de não pagar, além da efetiva, quando dados são roubados.

Dessa forma, o chargeback é um mecanismo extremamente importante para conseguir tornar o ambiente na internet mais seguro. Ao mesmo tempo, pode ser um risco para quem vende os produtos, já que o dinheiro pode ser devolvido ao consumidor e, ao mesmo tempo, perder o que foi entregue a ele.

O que fazer para evitar que ele aconteça muitas vezes?

Mas, então, o que você pode fazer para evitar que o chargeback aconteça muitas vezes dentro do seu negócio? Dentro de uma rotina corrida, nem sempre é fácil saber quais ações são as mais indicadas para proteger o negócio. Confira, então, nossas dicas!

Ofereça diferentes formas de pagamento

O primeiro ponto é oferecer diferentes formas de pagamento para que os consumidores possam escolher a que mais preferem. Além de ser uma maneira de contribuir para o trabalho de fidelização, você aumenta as possibilidades de os clientes utilizarem outros métodos de pagamento.

Utilize um sistema antifraude

A fraude é uma das principais causas de chargeback, por isso um sistema antifraude permitirá reduzir a quantidade de transações efetuadas de forma indevida. A Perfect Pay conta com sistema de prevenção que utiliza um moderno sistema de monitoramento, com até 50 alertas, de possíveis fraudes de clientes que tentam efetuar compras fraudulentas, notificando imediatamente a plataforma e o produtor.

Powered by Rock Convert

Ofereça um bom suporte aos seus produtos

Uma outra dica é que é preciso criar um fácil meio de acesso da comunicação do seu consumidor com você. Se os seus clientes conseguirem uma resposta rápida para resolver suas solicitações, você evitará com que ele entre em contato com o banco. Seja atencioso, tratando sempre as questões com transparência.

Descreva com clareza seus produtos e condições de uso

Não criar expectativas falsas sobre o serviço oferecido é uma forma de evitar que seu cliente se fruste e solicite estorno da compra. Para evitar essa situação, a descrição dos seus produtos devem ser claras e as informações da entrega devem ser informadas previamente ao pagamento.

Monitore seus indicadores

Além disso, é sempre importante ficar de olho na sua taxa de chargeback. Apenas monitorando de perto esse indicador é possível identificar a necessidade, por exemplo, de realizar uma mudança na sua política de segurança ou até mesmo para avaliar a eficiência de um eventual software para a análise de risco.

Qual é a importância de se preocupar com o chargeback?

Por que, então, é tão importante se preocupar com o chargeback? Imagine o seguinte cenário: você faz uma venda, envia o produto e, nesse intervalo, recebe a informação de um pedido de chargeback para aquela transação? O prejuízo, nesse caso, é imenso para seu negócio, que vai perder uma mercadoria sem ter o retorno financeiro por aquele produto.

Além disso, o chargeback pode prejudicar a reputação da empresa. Afinal, muitos consumidores deixam suas opiniões em sites de reclamação e, assim, sua empresa pode ter a imagem impactada negativamente. Uma prática muito comum é conferir os feedbacks de outros clientes, certo? Imagine acessar um desses sites e se deparar com uma informação negativa?

Por isso, além de colocar em prática as ações que citamos acima, é importante receber ajuda especializada para reduzir o número de cancelamentos, por exemplo. Pois solicitar uma contestação é ainda uma tarefa muito burocrática.

Então, uma alternativa muito importante é contar com uma plataforma que tenha uma equipe preparada para efetuar a contestação dos seus chargebacks. A Perfect Pay faz a representação junto as operadoras de cartão, documentando várias informações sobre a transação, e solicitando a validação da compra.

Apesar de ser um mecanismo importante para garantir maior segurança no mercado online e nas transações nas mais diferentes plataformas, o chargeback é algo que você deve evitar ao máximo dentro do seu negócio. Afinal, é mais uma dor de cabeça para você e, em alguns casos, pode significar um prejuízo relevante para o caixa.

Atualmente, a Perfect Pay consegue reverter cerca de 80% dos casos de chargeback que é motivação de orgulho para a plataforma e motivo de satisfação de todos seus clientes.

O consumidor é a principal razão para a criação do chargeback, certo? E esse também deve ser o objetivo para o sucesso da sua empresa. Por isso, além de saber como evitar o chargeback, é preciso investir em outras ações que aproximem o consumidor do seu negócio e aumentem suas vendas. Confira, então, as 5 dicas para recuperação de carrinho abandonados por seus clientes!

Posts relacionados

Deixe um comentário